Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Pesquisar
Categorias
Destaques Diocese Forania Bonsucesso

Celebrações da Festa de Nossa Senhora de Bonsucesso acontecem de 16 de julho a 25 de agosto

Entre os dias 16 de julho e 25 de agosto Guarulhos sedia as celebrações da 283ª Festa de Nossa Senhora do Bonsucesso. A programação reúne o aniversário de 74 anos da Paróquia Santuário Nossa Senhora do Bonsucesso, shows, peregrinações, carreatas, novenas e missas.

O evento é tradicional na cidade de Guarulhos e reúne centenas de fiéis todos os anos na praça Nossa Senhora do Bonsucesso. Além das celebrações, também haverá barracas de comida e restaurantes no local.

A programação destaca o aniversário da paróquia no dia 16 de julho, a Festa da Carpição em 4 de agosto e também o último final de semana do mês, nos dias 24 e 25 de agosto, com extensa lista de celebrações.

Confira os eventos:

16/7, às 19h30 – Aniversário de 74 anos da paróquia com missa e descida do mastro

 

27/7, às 18h – Shows sertanejos com a bênção do mastro

 

4/8 – Festa da Carpição | Missas:

8h – Bênção da terra e plantio do mastro

10h30 – Peregrinação dos coroinhas e cerimoniários

14h30 – Peregrinação da Pastoral Familiar

18h – Peregrinação paroquial

 

11/8, às 10h – Carreata

 

De 15 a 23/8, às 19h30 (dia 18/8, às 18h) – Novena da padroeira

 

Dia 18/8, às 11h – Missa e motorromaria

 

Dia 24/8 Peregrinações e Missas:

9h – Peregrinação diocesana da Legião de Maria, apostolado da oração e mães que oram pelos seus filhos

11h – Peregrinação da catequese

15h – Peregrinação diocesana do Terço dos Homens

19h – Peregrinação da Forania Bonsucesso

 

25/8 – Dia de Nossa Senhora do Bonsucesso | Missas:

8h – Missa solene

10h30 – Missa solene

14h – Peregrinação diocesana da RCC e em seguida procissão

18h – Missa de encerramento

Categorias
CNBB Destaques Diocese

Encontro Nacional de Coordenadores de Pastoral da CNBB

O Encontro Nacional de Coordenadores de Pastoral, promovido pelo Secretariado Geral da CNBB aconteceu de 08 a 12 de julho e reuniu 203 coordenadores e coordenadoras de pastoral de todo o país na Casa dom Luciano, em Brasília.

O padre Marcelo Dias, coordenador de pastoral da Diocese de Guarulhos esteve presente no Encontro, juntamente com os coordenadores da Regional Sul 1 da CNBB.

O Encontro

Sob o olhar das perspectivas para a ação evangelizadora da Igreja no Brasil, o arcebispo incentivou os participantes a refletirem sobre suas experiências pastorais, a partir de eixos como a formação e a comunicação. Para ajudar na reflexão, utilizou-se de oito pontos centrais que vão desde as perspectivas da pessoa, passando pela missão/missionariedade até a reflexão sobre a construção de uma sociedade mais justa e fraterna. 

“O termo perspectiva vem do latim e significa enxergar claramente. Perspectiva é a capacidade de visualizar as coisas a partir do lugar em que você está. Para nós, aqui, tem a ver com a sensibilidade, visão, escuta”, iniciou dom João Justino. 

Refletindo sobre a perspectiva da pessoa e o desafio da massificação, o arcebispo salientou que é preciso que os coordenadores pensem a pastoral de forma individual e que não deve-se olhar a ação pastoral sem pensar nas pessoas. “Daqui vem o valor, a defesa, a promoção da pessoa humana. Não pode haver pastoral sem pensar na pessoa humana (seus desafios, motivações)”, explicou. 

Dom João Justino incentivou os coordenadores a conhecerem a realidade na qual estão inseridos para que possam cada vez mais identificar as necessidades pastorais. “Devemos conhecer a realidade, as pessoas, como elas vivem, quais questões elas nos trazem”, disse.

Missão e missionariedade

Sob olhar da missão/missionariedade, segundo ponto discutido, o arcebispo incentivou os coordenadores de pastoral a irem além, saírem do conformismo. Explicou que é preciso pensar na importância de se articular estruturas missionárias. “Nossa igreja diocesana é missionária? A missão está relacionada às pessoas?”, enfatizou. 

Na perspectiva da iniciação à vida cristã levantou o desafio de se transmitir a fé às novas gerações. Chamou atenção para o fato de que vive-se em um mundo de diversidades e que é preciso pensar em como transmitir a fé, diante de um cenário de diferentes expressões e vivências. 

O arcebispo alertou, ainda, para o desafio de se enfrentar o individualismo e o anonimato, sobretudo nas grandes cidades. E destacou as pequenas comunidades como o quarto ponto a ser refletido.

“Como proposta a igreja aposta nas pequenas comunidades. A paróquia é como uma rede de pequenas comunidades. O próprio Papa Francisco fala que a paróquia não é uma realidade caduca, precisamente porque possui uma grande dinamicidade. Existe uma vitalidade nas paróquias”, argumentou.  

Animação bíblica da pastoral

Falando da perspectiva, sob a visão da animação bíblica da pastoral, dom João Justino questionou o excesso de “devocionalismo”, que é segundo ele, quando as devoções ocupam um lugar de prioridade não deixando sombra para a experiência do conteúdo da fé baseada na Palavra de Deus.  

“Há experiências bonitas, como por exemplo, o Mês da Bíblia. Uma fé alimentada pela Palavra, mas nem sempre damos centralidade à Palavra. Nós damos valor a palavra que nos inspira? A Palavra de Deus cabe na sua ação evangelizadora?”, questionou.  

O sexto ponto abordado foi a ministerialidade, a partir de uma reflexão sobre a participação das mulheres na vida da Igreja. Dom João Justino afirmou que não se pode pensar a Igreja sem discutir a participação das mulheres. Os últimos dois outros pontos citados foram a  sinodalidade e de uma construção de uma sociedade mais justa e fraterna. O encontro terminou com uma missa presidida pelo arcebispo. 

 

Fonte: cnbb.org.br

Encontro Nacional de Coordenadores de Pastoral - CNBB
Categorias
Destaques Diocese Pastorais

Santa Missa do Dia Nacional do ECC

Aconteceu nesta última quarta-feira dia 10/07/2024 em nossa diocese, missa em comemoração ao Dia Nacional do ECC, no centro diocesano de pastoral, presidida pelo nosso Bispo Dom Edmilson Amador Caetano, esta data foi instituída logo após ao Jubileu de cinquenta anos do ECC (1970-2020) e foi quando aconteceu o primeiro encontro de casais com Cristo idealizado pelo Padre Alfonso Pastore na Paróquia Nossa Senhora do Rosário na Pompéia- São Paulo entre os dias 10 e 12 de Julho de 1970.

O ECC é um serviço escola para evangelização das Famílias e um meio para que as mesmas se sintam mais próximas da comunidade.

Confira algumas fotos da celebração:

Santa Missa do Dia Nacional do ECC
Categorias
Destaques Diocese Movimentos Diocesanos

Conferência anual da Comunidade Colo de Deus: “Desperta Guarulhos”

Entre os dias 6 e 7 de julho, no Centro Diocesano de Pastoral, aconteceu a conferência anual da Comunidade Colo de Deus, “Desperta Guarulhos”, que promoveu uma experiência única e imersiva de oração e adoração aos jovens da diocese de Guarulhos.

Reunindo mais de 300 pessoas, o evento contou com a presença do Bispo Dom Edmilson, da fundadora da Comunidade Colo de Deus, Rosina Cruz, de Tiago Marcon, consagrado da Comunidade Canção Nova, entre outras pessoas.

#ColoDeDeus #Desperta24 #DioceseDeGuarulhos

Confira as fotos de como foi o evento, com o tema deste ano: “Santo dos Santos”.

Desperta - Colo de Deus
Categorias
Destaques Diocese Pastorais

Pastoral Carcerária promove Tarde de Espiritualidade

No domingo, dia 07 de julho, a Pastoral Carcerária da Diocese de Guarulhos reuniu agentes de pastoral da PCr no Centro Social da paróquia Santa Cruz e N. Sra. Carmo – Taboão, em Guarulhos, para uma Tarde de Espiritualidade meditando sobre a necessidade e importância da oração como também meditando sobre o mandato missionário de Jesus Cristo.

A tarde foi conduzida pelo padre Marcos Alves, que está atuando na coordenação estadual da Pastoral Carcerária e a presença do diácono Marcos Aurélio que estará no acompanhamento e assessoria da PCr na Diocese de Guarulhos, além dos demais agentes que se fizeram presentes.

A tarde foi concluída com a Celebração da Santa Missa.

Confira algumas fotos abaixo:

Tarde de Espiritualidade - Pastoral Carcerária
Categorias
Destaques Diocese Vida Presbiteral

Retiro do Clero da Diocese de Guarulhos

O retiro do Clero da Diocese de Guarulhos, aconteceu de 01 a 06 de julho de 2024, na Casa de Retiros do Santuário da Mãe Rainha em Atibaia. O pregador foi Dom Vicente Costa, 5º Bispo da Diocese de Jundiai, hoje emérito. O tema central: O Evangelho de São Marcos: Caminho do Discipulado. Um convite maravilhoso para que os sacerdotes sejam discípulos apaixonados e missionários ardorosos.

A dinâmica do retiro foi a seguinte: pela manhã a oração das Laudes, seguida da pregação, silêncio para a meditação e adoração e benção do Santíssimo Sacramento acompanhado com os salmos da hora média. Na parte da tarde a segunda pregação e tempo para silêncio e meditação, seguida da celebração eucarística.

Cada noite um momento de profunda espiritualidade através do momento mariano; via-sacra pelos sacerdotes e celebração penitencial. Na sexta-feira (05), Dom Vicente encerrou as pregações agradecendo a acolhida e elogiando a bela forma de oração e participação dos presbíteros e diáconos da Diocese de Guarulhos, em seguida recebeu as palavras de gratidão do Padre Romualdo, representante dos presbíteros e juntamente com Dom Edmilson recebeu uma lembrança como gesto de carinho.

O encerramento do retiro aconteceu com a Santa Missa presidida por Dom Edmilson Amador Caetano, seguida das fotos e almoço.

Retiro do Clero 2024
Categorias
Destaques Diocese Pastorais

Pastoral Familiar realiza manhã de Espiritualidade

No domingo (30/06), a Pastoral Familiar da Diocese de Guarulhos (SP) promoveu uma manhã de Espiritualidade para os agentes da Pastoral Familiar, serviços e movimentos destinados às famílias. No total, cerca de 150 pessoas participaram do evento.

O tema abordado foi “As famílias à luz da Palavra de Deus: realidades e escolhas”. O evento foi realizado no Seminário Diocesano de Guarulhos “Imaculada Conceição”.

Fonte: Portal – vidaefamilia.org.br

Manhã de Espiritualidade - Pastoral Familiar
Categorias
Destaques Diocese

Despedida e Agradecimento ao Pe. Luiz Carlos Kalef

Pe. Luiz Carlos Kalef, nascido em 03 de abril de 1951 e que nos deixou no dia 27 de junho de 2024. Dedicou sua vida ao serviço de Deus e à nossa comunidade, sempre com amor e devoção inabaláveis. Seu legado de fé e caridade continuará a nos inspirar.

O velório foi realizado na última sexta-feira no Seminário Diocesano, onde muitos fiéis, amigos e familiares puderam prestar suas últimas homenagens. A Missa de Corpo Presente foi celebrada por Dom Edmilson e concelebrada por todos os padres da nossa Diocese, um testemunho da profunda admiração e respeito que todos tinham por Pe. Kalef.

Seu sepultamento ocorreu no Cemitério Primavera II, onde suas palavras e ações de bondade permanecem como lembranças eternas em nossos corações.

Neste momento de dor, lembramos as palavras de Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá” (João 11:25). Que estas palavras nos tragam consolo e esperança, sabendo que Pe. Kalef agora descansa nos braços amorosos do Pai Celestial.

Agradecemos imensamente a Deus pela vida de Pe. Luiz Carlos Kalef, por sua dedicação, amor e serviço à nossa comunidade. Que sua alma descanse em paz, e que sua memória continue a nos guiar em nosso caminho de fé.

Que a esperança da ressurreição nos fortaleça, e que possamos continuar a obra que Pe. Kalef iniciou, mantendo vivo seu espírito de amor e serviço.

Velório e despedida do Padre Kalef
Categorias
Chancelaria Destaques Diocese

Comunicado da Chancelaria – Pe. Alex e Pe. Leonardo

Publicamos que S. Excia. Revma., Dom Edmilson Amador Caetano, O. Cist.:

Concedeu ao Revmo. Sr. Padre Alex Aparecido de Passos licença para exercer o ministério privadamente, sem nenhum ofício eclesiástico, de 24 de junho de 2024 a 24 de junho de 2025;

Nomeou o Revmo. Sr. Padre Leonardo Henrique da Silva, como administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes.

 

Guarulhos, 25 de junho de 2024.

Padre Weber Galvani Pereira

Chanceler do Bispado

Categorias
CNBB Destaques Diocese

“PERMITAMOS VIVER A MULHER E O BEBÊ”: CNBB CONSIDERA IMPORTANTE A APROVAÇÃO DO PL 1904/2024

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reafirmou, nesta sexta-feira, 14 de junho, seu posicionamento de defesa e proteção da vida em todas as suas etapas, da concepção à morte natural. Diante do debate sobre o aborto relacionado à tramitação do Projeto de Lei (PL) 1904/2024 no Congresso Nacional, a CNBB recorda seu empenho na defesa das duas vidas, a da mãe e a do bebê.

 

Nota da CNBB sobre o PL1904/2024

 

“Diante de vós, a vida e a morte. Escolhe a vida!” (cf. Dt 30,19)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), diante do debate no Congresso Nacional e na sociedade brasileira sobre o PL 1904/2024, vem a público reafirmar o seu posicionamento de defesa e proteção da vida em todas as suas etapas, da concepção à morte natural. No contexto do debate sobre o aborto, empenha-se na defesa das duas vidas, a da mãe e a do bebê.

A CNBB não se insere na politização e ideologização desse debate. Contudo, adentra-o por ser profundamente ético e humano. São a dignidade intrínseca e o direito mais fundamental que é o direito à vida que estão sob ameaça.

A discussão sobre o PL 1904/2024 traz à tona a cruel prática de assistolia fetal em bebês a partir de 22 semanas de gestação, proibida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e no momento liberada por liminar no STF. Este PL cumpre o papel de coibir a morte provocada do bebê, previamente ao término da gravidez.

Cabe ressaltar que as 22 semanas não correspondem a um marco arbitrário. A partir dessa idade gestacional, realizado o parto, muitos bebês sobrevivem. Então, por que matá-los? Por que este desejo de morte? Por que não evitar o trauma do aborto e no desaguar do nascimento, se a mãe assim o desejar, entregar legalmente a criança ao amor e cuidados de uma família adotiva? Permitamos viver a mulher e o bebê.

Diante do crime hediondo do estupro, que os agressores sejam identificados e que a legislação seja rigorosa e eficaz na punição. É ilusão pensar que matar o bebê seja uma solução. O aborto também traz para a gestante grande sofrimento físico, mental e espiritual. Algumas vezes até a morte.

Por isso, a Igreja Católica neste momento considera importante a aprovação do PL 1904/2024, mas continua no aguardo da tramitação de outros projetos de lei que garantam todos os direitos do nascituro e da gestante. Mais uma vez, reitera a sua posição em defesa da integralidade, inviolabilidade e dignidade da vida humana, desde a sua concepção até a morte natural.

Que Nossa Senhora Aparecida interceda por todas as nossas famílias, proteja a vida de nossas gestantes e de todas as crianças que estão no ventre materno, para que todos tenham vida e vida em abundância. (cf. Jo 10,10)

Diante da escolha entre a vida e a morte, escolhamos a vida, a da mulher e a do bebê!

Brasília, 14 de junho de 2024

 

Dom Jaime Spengler
Arcebispo da Arquidiocese de Porto Alegre – RS
Presidente da CNBB

Dom João Justino de Medeiros Silva
Arcebispo da Arquidiocese de Goiânia – GO
1º Vice- Presidente da CNBB

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa
Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife – PE
2º Vice-Presidente da CNBB

Dom Ricardo Hoepers
Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília – DF
Secretário-Geral da CNBB