Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

A Campanha da Fraternidade nasceu por iniciativa de Dom Eugênio de Araújo Sales, em Nísia Floresta, Arquidiocese de Natal, RN, como expressão da caridade e da solidariedade em favor da dignidade da pessoa humana, dos filhos e filhas de Deus.

Assumida pelas Igrejas Particulares da Igreja no Brasil, a Campanha da Fraternidade tornou-se expressão de comunhão, conversão e partilha. Comunhão na busca de construir uma verdadeira fraternidade; conversão na tentativa de deixar-se transformar pela vida fecundada pelo Evangelho; partilha como visibilização do Reino de Deus que recorda a ação da fé, o esforço do amor, a constância na esperança em Cristo Jesus (Cf. 1Ts 1,3).

Fonte: CNBB

Texto-Base CF 2023

O Texto-Base da Campanha da Fraternidade 2023 propõe despertar o espírito de caridade e de compromisso que deve estar presente em todos que querem ser discípulos de Jesus.

O tema “Fraternidade e fome”, juntamente com o lema “Dai-lhes vós mesmo de comer” (Mt 14,16), incentiva nossas comunidades a assumir suas responsabilidades ante a situação da fome que persiste no Brasil, a exemplo do Mestre Jesus.

Cartaz da CF 2023:

O cartaz da Campanha da Fraternidade 2023 é um dos principais elementos para despertar, em nossas comunidades, o espírito proposto pela Campanha: “Fraternidade e fome”, com destaque para o lema: “Dai-lhes vós mesmos de comer” (Mt 14,16).

O cartaz, contempla o seguinte conceito, apresentado pelo autor: “o arroz e o feijão, alimento do povo, passam pelas mãos de homens e mulheres que sabem que a solução do problema da miséria e da fome não está somente nos recursos financeiros, mas na vida fraterna”.

Hino da CF 2023:

1. Vocação e missão da Igreja: Responder ao apelo do Senhor De sermos no mundo a certeza Da partilha, milagre do amor.

Refrão

Ó Bom Mestre, a vós recorremos Ajudai-nos a fome vencer

Recordai-nos o que nós devemos: “Dai-lhes vós mesmos de comer” (Mt 14,16b).

2. Jesus Cristo, Pão da vida plena, (cf. Jo 6,35) Em sua mesa nos faz assentar (cf. 1Sm 2,8) E sacia a nossa pobreza Para um mundo mais justo formar.

3. Unidos nesse tempo propício De jejum, oração, caridade, (cf. Mt 6,1-18) Recordemos, pois é nosso ofício Cultivar e plantar a bondade.

4. A ausência da fraternidade Nos leva a desviar o olhar (cf. Sr 4,5) Do irmão que tem necessidade De valor, alimento e lugar.

5. A fome agravada no mundo, Vem de uma visão arrogante (cf. Pr 21,24) A carência do amor mais profundo (cf. 1Jo 4,20-21) Que nos torna irmãos tão distantes.

Pai de bondade,
ao ver a multidão faminta,
vosso Filho encheu-se de compaixão,
abençoou, repartiu os cinco pães e dois peixes
e nos ensinou: “dai-lhes vós mesmos de comer”.
Confiantes na ação do Espírito Santo,
vos pedimos:
inspirai-nos o sonho de um mundo novo,
de diálogo, justiça, igualdade e paz;
ajudai-nos a promover uma sociedade mais solidária,
sem fome, pobreza, violência e guerra;
livrai-nos do pecado da indiferença com a vida.
Que Maria, nossa mãe, interceda por nós
para acolhermos Jesus Cristo em cada pessoa,
sobretudo nos abandonados, esquecidos e famintos.
Amém.

Abertura da CF na Diocese:

Materiais usados nas Aberturas da CF 2023

Baixe aqui os materiais utilizados nas formações das aberturas da Diocese e utilize em seus grupos, paróquias e movimentos.

Confira como foram as Aberturas da CF 2023 na Diocese:

Edital, Carta de apresentação e Formulário de projetos

Baixe aqui os arquivos para utilização da verba da coleta de domingo de Ramos.