Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Pesquisar

Ter o coração ardente e os pés a caminho com o Ressuscitado

A Igreja vive por esses dias a alegria da presença do Ressuscitado em seu meio. Em um dos mais belos relatos da Sagrada Escritura, temos o encontro de Jesus com os discípulos no caminho de Emaús. É dessa profunda experiência com o Cristo Ressuscitado que se extraiu o lema do 3º Ano Vocacional no Brasil: “Corações ardentes, pés a caminho (cf. Lc 24,32-33)”; e o tema: “Vocação: graça e missão”.

Os dois grandes elementos presentes em toda a identidade e compreensão do Ano Vocacional – o coração e os pés – trazem consigo significados singulares que nos permitem vivenciar mais plenamente a vocação que cada um foi chamado por Deus. Referenciando-se com o relato de Emaús, o coração simboliza o ardente escutar das palavras do Ressuscitado. De fato, quem faz a experiência com Jesus tem o coração tocado, transformado e santificado. Quem coloca-se no caminho da vocação tem o coração inflamado e seu sentido de vida plenificado pela comunhão com o Jesus Ressuscitado. Recorda-se também que o coração lembra a graça de Deus no vocacionado.

Por consequência, os pés colocam-se a caminho para anunciar, com uma vocação assumida, o encontro com o Cristo para aqueles que ainda não O conhecem. O vocacionado do Ressuscitado é aquele que, inflamado por seu amor, parte para anunciá-lo em um estado permanente de missão. Os pés ainda lembram a missão que cada vocacionado é chamado a ter.

Desejamos que o Ano Vocacional auxilie a cada pessoa a encontrar-se com Cristo e, no sincero discernimento de seu chamado, deixe seu coração arder e seus pés se porem a caminho, para que possasse fazer a experiência da sublime súplica a Deus: “Fica conosco, Senhor (Lc 24,29)”.

 

Edson Vitor – 4º ano de Teologia

NOTÍCIAS E ARTIGOS

SALOMÃO

(+ ou – 970 – 931 a.C.; texto: 1Rs 3-11) Salomão recebeu dois nomes: Salomão, dado por seu pai, Davi (2Sm 12, 24) e Jededias