Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Pesquisar

Encontro Diocesano das CEBs

Aconteceu no último dia 25 de maio no Centro Diocesano de Pastoral (CDP), o Encontro Diocesano das CEBs. O encontro contou com coordenadores de Grupos de ruas e outros coordenadores das pastorais sociais das diversas Paróquias de nossa diocese.

O encontro foi conduzido com a assessoria do Pe. Antônio Zafani (Pe. Toninho), onde meditamos o Capítulo V da Evangelli Gaudium, Evangelizadores com Espírito, onde houve um grande momento de reflexão sobre como evangelizar as bases de nossas Paróquias, para que possam produzir frutos em todas as pastorais paroquiais.

Dentre os pontos refletidos podemos destacar que toda a ação evangelizadora deve ser ação do Espírito Santo que transfigura a vida na presença de Deus, para que o anúncio da Boa Nova se faça presença na vida da Comunidade.

O evangelizador é aquele que tem um espírito de oração constante, uma mística provida de um vigoroso compromisso social e missionário, rejeitando uma espiritualidade intimista e individualista.

O encontro pessoal com o amor de Deus deve ser a motivação para a missionaridade das CEBs, pois o encontro com a amor de Jesus com o coração aberto, nos leva a perceber as necessidades e carências daqueles mais necessitados e excluídos de nossa sociedade.

Contudo, muitas vezes perdemos essa motivação e entusiasmo da missão, porque esquecemos que o Evangelho é que dá as respostas as necessidades mais profunda das pessoas, pois o missionário deve estar convencido que existe pessoas e povos de carecem de conhecer esse amor que nos conduz a libertação do pecado e da morte.

O missionário deve ser aquele dotado de profunda convicção que temos m tesouro de vida e de amor, que nos ajuda a superar as desilusões e os obstáculos que nos aparecem na nossa vida cotidiana, contudo, a tristeza da vida só se cura com um amor infinito. Por isso o missionário verdadeiro sabe que o próprio Jesus caminha com ele, fala com ele e trabalha com ele, porque se o missionário não estiver convencido disso, não pode convencer ninguém.

As vezes caímos na tentação de que ser cristão é se manter longe daquilo que o mundo apresenta, quando na verdade somos convidados a dar razão a nossa vida na nossa relação com o mundo, principalmente com um olhar amoroso as necessidades dos mais afastados do amor de Deus, incentivados a vencer o mal com o bem.

A missão deve partir do coração e da vida do missionário, este deve ter a certeza de que não se pode arrancar do seu ser o Espírito, que ajuda a iluminar, abençoar, vivificar, levantar e libertar os caminhos da missão.

Por fim junto com o Espírito Santo, sempre está Maria a mãe da evangelização que nos conduz sempre a seu Cristo, mesmo nas dificuldades que a vida social nos apresenta, Maria é aquela que está atenta as necessidades de seus filhos, como a estrela da evangelização que caminha com toda comunidade eclesial e social. Em Maria encontramos a força revolucionária na nossa missão evangelizadora é a Senhora que está de prontidão para atender as necessidades de seus filhos com ternura e justiça.

 

Coordenação Diocesana da CEBs

Encontro Diocesano da CEB's

NOTÍCIAS E ARTIGOS

Os efeitos da Unção dos Enfermos

Continuamos nossa reflexão sobre o sacramento dos enfermos, recorrendo ao texto do Catecismo entre os números 1520 e 1523, queremos abordar os afeitos desta graça

ONDE ESTAMOS NESTA PÁSCOA?

Após dois anos sem celebramos a Páscoa presencialmente em nossas comunidades, neste mês de abril estamos nos preparando e, com a graça de Deus, estaremos