Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Pesquisar

“Em tudo dai graças ao Senhor” (Tes 5,18)

Amados, temos muitos motivos para estarmos alegres e com o coração cheio de gratidão. Como você, eu também já passei por situações dolorosas, mas tenho aprendido, com a graça de Deus, que quanto mais difíceis e dolorosos são esses momentos, mais precisamos nos voltar para Deus, certos de que a Divina Providência nos acompanha e nos assiste. Neste tempo novo que o Senhor nos dá, a Páscoa, “estais sempre alegres, orai incessantemente, dai graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus a vosso respeito em Cristo Jesus” (Tes 5, 16-18).

A missa é a grande ação de graças, onde pedimos por nossas necessidades e agradecemos ao mesmo tempo por aquilo que Deus nos concedeu. Nela nós pedimos o perdão de nossos pecados, que o pão e o vinho se tornem Corpo e Sangue de Cristo e que sejamos dignos de recebê-lo e agradecemos pela graça do perdão, pela comunhão de seu Corpo e Sangue, por nossas famílias e por nossas comunidades que se reúnem em nome d’Ele para louvá-lo. Dar graças é uma atitude característica de quem acredita na bondade de Deus. Por isso, nas missas rezamos: “Demos graças ao Senhor Nosso Deus”, e todos  respondem: “é nosso dever é nossa salvação”.

Amados, Coragem! A alegria, o louvor, a adoração e a ação de graças são remédios para o coração. Não nos deixemos desanimar em nossos passos. Caminhemos com o Senhor Ressuscitado!

Em enfoque pastoral venho noticiar que aconteceram nas foranias, no mês de março, encontros com as equipes de liturgia das paróquias sobre a ‘Carta Apostólica Dies Domini’ de São João Paulo II. Este documento é permeado de uma intensa motivação à redescoberta do sentido da celebração do Dia do Senhor. O Domingo é nada menos que a Páscoa semanal. Dia em que o cristão é convidado a alegrar-se com a ressurreição do seu Senhor, mistério nuclear de toda a fé cristã. Estes encontros motivaram as equipes a viver a retomada das missas presenciais com grande alegria, pois sabemos que muitos de nossos irmãos sofreram e desanimaram com a pandemia do Covid. Como continuidade desse trabalho, também teremos em nossa Folha Diocesana a leitura orante sobre a ‘Dias Domini’ durante todo o ano. Bendito seja Deus!

Roguemos a Virgem Maria, Senhora das Dores, sua intercessão junto a Jesus Ressuscitado pelos diversos trabalhos pastorais, que se fortifiquem em nossas comunidades. Uma Feliz e Santa Páscoa a todos!

 

Pe. Marcelo Dias Soares  – Coordenador Diocesano de Pastoral 

NOTÍCIAS E ARTIGOS

LIBERDADE, EDUCAÇÃO E HISTÓRIA

Como as informações podem nos influenciar? Recentemente a imprensa repercutiu a fala do Youtuber Monark que em seu podcast disse que o Partido nazista deveria