Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

VIVA O MOMENTO PRESENTE

O passado já passou e o futuro ainda não aconteceu!

Quando alguém cumprimenta e faz a clássica pergunta: “Como você está?”, sem perceber, está estimulando, no ouvinte, o seu sistema límbico que é a mente que trabalha com sentimentos e emoções. É nessa área do cérebro que ficam armazenadas as experiências do passado, positivas ou negativas que vão orientar o indivíduo nas suas avaliações e decisões. A resposta é geralmente sentimental na linha do estou bem, estou mal, aconteceram coisas terríveis, etc.

O sentimento é uma função importante do psiquismo e o seu objetivo é avaliar as experiências de maneira subjetiva, ou seja, se algo é agradável ou desagradável, bonito ou feio, bom ou ruim. Essa função está ligada à afetividade e se baseia nas interações do indivíduo com o meio. A questão é que se consultarmos sempre a mente que trabalha com os sentimentos, podemos concluir que a vida não tem valido a pena, principalmente se considerarmos as perdas causadas pela pandemia nos últimos dois anos.

Não quero aqui, afirmar que o passado e o futuro não sejam importantes, mas se o passado já passou e o futuro ainda não chegou, então qual a razão de indagarmos sobre isso? Na verdade, a vida que realmente importa é aquela que está acontecendo no momento em que você está lendo esse artigo. Quando baseamos nossa avaliação nos sentimentos, entramos num caminho perigoso que pode causar distorções cognitivas e concluir de forma precipitada que não estamos bem. Esse caminho de vitimização é perigoso, pois leva ao desânimo e a depressão.

A vida é uma viajem em que a estrada muda constantemente. Seria bom que a estrada fosse sempre plana e ladeada por belas paisagens, mas nem sempre é assim; às vezes ocorrem buracos e trechos que parecem intransitáveis. Como condutores temos que cuidar para que possamos chegar seguros ao nosso destino. Portanto, quando você se ver dentro de uma onda de sentimentos negativos onde o sofrimento parece não ter fim, respire profundamente, perceba o ar inundando os seus pulmões e a vida pulsando em cada célula do seu corpo. Ali está a vida, ali está Deus. Não existe riqueza maior do que estar plenamente consciente de quem você é e onde você está. Isto é a vida, isto é viver!

 

Romildo R. Almeida – Psicólogo clínico

OUTRAS NOTÍCIAS