Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Setembro, mês da Palavra e da Oração

Quero muito mais lembrar e informar nesta minha coluna, este mês.

Primeiramente cabe lembrar que o mês de setembro é o mês da Bíblia e como não reforçar o convite para que os irmãos e irmãs participem dos encontros da Escola da Palavra que estão acontecendo em cada forania.

Nesta edição da Folha Diocesana está sendo publicado o resultado da fase diocesana do Sínodo dos bispos 2023. Poderíamos ter uma visão mais ampla se mais pessoas tivessem participado da “ESCUTA”. Apenas cerca de 2.000 pessoas participaram. Da minha parte, como bispo, concluo que é bom escutar para encontrar melhores caminhos de evangelização. Mesmo se o que escutamos não nos agrada, e nem mesmo está de acordo com a verdade da fé e moral da Igreja, é bom saber ouvir o outro. Muitas vezes, eu mesmo, me sinto afoito em realizar coisas e depois acabo vendo que as decisões não foram apropriadas para a realidade. É um caminho mais longo, mas é sinodal.

A propósito, entre agosto (já começamos) estarei presente em cada forania, presidindo os Conselhos Forâneos de Pastoral, ouvindo, para ir concretizando as atividades que serão decorrentes das decisões da Assembleia Diocesana de Pastoral que realizamos no mês de março.

Neste mês de setembro teremos em nossas paróquias e comunidades, conforme organizado por cada comunidade, os encontros para estudo e reflexão da CARTILHA DE ORIENTAÇÃO POLÍTICA 2022, produzida pelo Regional Sul 2 da CNBB. Serão momentos de reflexão e informações importantes que ajudarão a participar de maneira ativa e consciente neste momento democrático importantíssimo para o nosso País.

A cartilha é composta por três capítulos. No primeiro capítulo, “A Igreja Católica e a Política”, serão tratados assuntos a partir da Doutrina Social da Igreja, envolvendo até mesmo os documentos mais recentes do Magistério como a “Laudato Sì” e a “Fratelli Tutti” do Papa Francisco. Assinalo como importante a distinção que é feita entre Frente Parlamentar Católica e Bancada Católica.  O segundo capítulo, “as eleições Gerais 2002”, informa e reflete sobre a definição de democracia e as funções de cada cargo político para os quais votaremos.  São importantes as informações das mudanças das normas para as eleições 2022. Não se poderia também deixar de falar sobre as “fake News” e a necessidade de acompanhar os candidatos antes e depois das eleições. O terceiro capítulo, “Política em favor da vida integral”, reflete sobre a necessidade de se ter a visão sobre a “vida integral” no cenário atual: fraternidade e solidariedade na pandemia; fragilidades na sociedade com a pandemia; o aumento significativo dos que estão passando fome em nosso País; a ecologia integral que não pode estar ausente de nenhuma conjuntura; um olhar especial para a juventude.

Na segunda quinzena de setembro, os bispos do Regional Sul 1 da CNBB, (Estado de São Paulo) realizarão a chamada “Visita ad limina Apostolorum”. Trata-se de um antigo costume dos bispos do mundo inteiro, periodicamente, fazerem uma peregrinação ao túmulo dos Apóstolos Pedro e Paulo, em Roma. Teremos celebrações nas Basílicas Patriarcais romanas (S. João do Latrão – a catedral do Papa, Santa Maria Maior, São Paulo Fora dos muros – onde está sepultado o Apóstolo Paulo e São Pedro, no Vaticano, onde está sepultado o Apóstolo Pedro). Nesta peregrinação, os bispos, após terem enviado à Santa Sé, um longo relatório sobre a realidade de suas dioceses nos mais variados aspectos, terão encontros com os Prefeitos dos vários Dicastérios da Cúria Romana.  Esta visita traduz a colegialidade episcopal, na qual se manifesta a caminhada sinodal da Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica. Evidentemente, tudo isso se torna bem mais visível, na audiência que os bispos terão, com a cabeça do Colégio episcopal, o sucessor de Pedro, o primeiro dos apóstolos e bispo de Roma, o Papa. Rezem também por este momento eclesial.

 

 

Dom Edmilson Amador Caetano, O. Cist. – Bispo Diocesano

NOTÍCIAS DIOCESANAS