Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

PAB faz memória a mártires ugandenses e beata brasileira

A PAB – Pastoral Afro Brasileira de nossa diocese, realizou através dos Herdeiros de Nhá Chica, grupo pertencente a Capela Nossa Senhora do Carmo, ligada a Paróquia São Judas Tadeu – Jd. Alice, memória ao martírio de ugandenses e da beata Nhá Chica, patrona do grupo.

No dia 3 de junho, é liturgicamente lembrado o martírio do pajem São Carlos Lwanga e seus companheiros mártires. Católicos e Anglicanos martirizados pela fé que alcançaram o altar dos céus foram lembrados pelo grupo em celebração realizada pelo pároco Romualdo Almeida. No dia 14 de junho, data da festa da beata brasileira filha de escravizada Nhá Chica, foi realizada missa de rito romano inculturada e adaptada ao estilo afro brasileiro, celebrada pelo padre Valdocir Raphael, assessor diocesano da PAB de nossa diocese e que teve concelebração de Fábio Silva, sacerdote da diocese de Mogi das Cruzes. Com a participação dos outros grupos de base, contou também com membros do antigo grupo da PAB que existia na Capela São Francisco de Assis – Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Aracília). Em uma linda celebração, houve a confluência dos grupos atuais com membros do passado em um encontro emocionante.

A PAB segue seu trabalho de evangelização em nossa diocese, fazendo memória dos santos, mártires e beatos afrodescendentes.

Axé!

 

Por Orlando Junior

Pastoral Afro Brasileira – Diocese de Guarulhos

OUTRAS NOTÍCIAS