Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Movimento Sacerdotal Mariano

Com imensa alegria, louvamos sempre a bondade de Deus, que nos apresenta sempre caminhos de possibilidades, de modo, que possamos nos envolver mais profundamente na experiência do seu amor- misericórdia, que nos permite sempre de novo e de modo mais eficaz, configurar-nos, a Jesus Cristo, seu Amado Filho.

Origem: A 08 de Maio de 1972, O Pe. Stefano gobbi participa numa peregrinação a Fátima e encontra-se rezando na Capelinha das Aparições por alguns sacerdotes, que além de traírem pessoalmente à sua vocação, tentam formar associações rebeldes à Autoridade da Igreja.

Uma força interior o impele a ter confiança no amor de Maria. Nossa Senhora, servindo-se dele, como de um humilde e pobre instrumento, reunirá todos os sacerdotes que aceitarem o convite para se consagrarem ao seu Coração Imaculado, para permanecerem fortemente unidos ao Papa e à Igreja a Ele unida e para conduzirem os fiéis ao refugio seguro do seu coração materno.

O Pe. Gobbi pediu interiormente a Nossa Senhora um pequeno sinal de confirmação, que Ela lhe deu pontualmente antes do final daquele mesmo mês, em Nazaré, na Basílica da Anunciação. A origem do Movimento sacerdotal mariano remonta a esta inspiração simples e interior que o Pe. Gobbi teve em Fátima, durante a oração. Mas, o que é que se devia fazer, depois, concretamente!

Em Outubro daquele mesmo ano, tentou-se dar um tímido encaminhamento, através de um encontro de Oração e de amizade entre três sacerdotes na Paróquia de Gera Lario ( diocese de Como- Itália); a noticia deste Movimento foi dada em alguns jornais e revistas católicas.

Em Março de 1973, os sacerdotes inscritos no Movimento eram cerca de quarenta. Em Setembro do mesmo ano, teve lugar o primeiro encontro nacional. A partir de 1974, começaram os primeiros cenáculos de Oração e de fraternidade entre sacerdotes e fiéis; estes se difundiram progressivamente na Europa e por toda a parte do mundo.  O Movimento Sacerdotal Mariano conseguiu expandir-se de maneira silenciosa e extraordinária.

O Movimento sacerdotal Mariano, é uma pequena semente plantada por Nossa Senhora no jardim da Igreja. Em breve se tornou uma grande árvore, que estendeu os seus ramos por toda a parte do mundo. É uma obra de amor que o Coração Imaculado de Maria faz surgir hoje na Igreja, para ajudar todos os seus filhos a viverem, com confiança e esperança filial, os momentos dolorosos da purificação.

Nestes tempos de graves perigos, a Mãe de Deus e da Igreja atua sem descanso e sem hesitação para ajudar, sobretudo, os sacerdotes, que são os filhos da sua materna predileção. Nesta obra, são usados, naturalmente, alguns instrumentos; de modo particular, foi escolhido o Pe. Steffano; porque ! numa pagina do livro, é dada esta explicação: “ eu te escolhi por seres o instrumento menos apto. Assim, ninguém dirá que é obra tua. O Movimento Sacerdotal Mariano deve ser apenas Obra Minha. Através da tua fraqueza, Eu manifestarei a minha força; através do teu nada, Eu manifestarei o meu poder”. (16 de Julho de 1973).

Pertence ao espírito do Movimento todo aquele que, inscrito ou não, se consagra ao Coração Imaculado de Maria e, procurando viver coerentemente e agindo em obediência e para o bem da Igreja, ajuda também os fiéis a viverem a sua entrega a Nossa Senhora.

(Fonte; livro azul: “Aos sacerdotes, Filhos prediletos de Nossa Senhora; 28 edições)

Pe. Salvador M. Rodrigues

OUTRAS NOTÍCIAS