Diocese de Guarulhos

SÃO PAULO - BRASIL

“O Senhor fez em mim maravilhas.” (Lc 1,49)

Pesquisar

Mensagem às Trabalhadoras e Trabalhadores – Diocese de Guarulhos

Aproveitando essa data tão importante, que é o dia primeiro de maio, queremos dirigir nossa saudação a todas as trabalhadoras e trabalhadores de nossa cidade de Guarulhos.

Essa data que faz memória ao 1º de maio de 1886, em que milhares de trabalhadores iniciaram uma greve nas fábricas de Chicago, Estados Unidos, exigindo uma jornada de trabalho de oito horas diárias. A partir daí, a cada 1º de maio passou a ser celebrado o Dia do Trabalho ou Dia Internacional dos Trabalhadores, comemorado em muitas partes do mundo.

1º de Maio é uma festa civil e, juntamente, dia de São José Operário. Desde 1955 o Papa Pio XII que, em meio a Praça de São Pedro, repleta de mais de 200 mil pessoas, cristianizou a festa civil, para dignificar os frutos do esforço humano através do trabalho: “Queremos reafirmar, em forma solene, a dignidade do trabalho, a fim de que inspire na vida social as leis da equitativa repartição de direitos e deveres.” (Papa Pio XII).

Temos presenciado diversas mudanças no mundo do trabalho, tais como o avanço das tecnologias, que tem diminuído os postos de trabalho, a flexibilização das leis trabalhistas, que prometia geração de mais empregos, mas não está se cumprindo, a estagnação da economia, que gera mais desemprego – esses são alguns dos novos desafios do mundo do trabalho atualmente.

Ainda vivemos as consequências da pandemia da Covid-19, que acentuou aspectos como a informalidade, os diversos trabalhos autônomos, que se caracterizam por muitas horas de trabalho e pela falta de direitos, e também os vários aspectos do desemprego e subemprego, mostrando milhares de famílias que estão sobrevivendo graças à solidariedade de outras pessoas.

“O clamor dos trabalhadores chegou aos ouvidos do Senhor todo-poderoso” (Tg 5,4) é o que nos diz a palavra de Deus encontrada na carta de São Tiago. Que tenhamos a certeza de que nosso clamor é ouvido pelo nosso Deus e que pela intercessão de São José operário possamos lutar para que não haja “nenhum trabalhador sem direitos! Juntamente com a Terra e o Teto, o Trabalho é um direito sagrado, pelo qual vale a pena lutar (Cf. Papa Francisco, Discurso aos Movimentos Populares, 9 de julho de 2015).”

 

Pastorais Sociais – Diocese de Guarulhos

NOTÍCIAS E ARTIGOS

Mulher Invisível

A invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher. O tema da Redação do Enem de 2023 trouxe à luz uma realidade pouco discutida na