O Bispo

dom_siteDOM EDMILSON AMADOR CAETANO

Lema: “Deus providenciará”

4º BISPO DE GUARULHOS

Dom Edmilson foi nomeado para a Sé Episcopal de Guarulhos por Sua Santidade o Papa Francisco, em 29 /01/2014, transferindo-o da Diocese de Barretos.

Data de nascimento: 20 de abril de 1960
Local: São Paulo/SP
Filiação: Pedro Amador Caetano e Maria Eliza de Camargo Caetano

 

Vida religiosa:

Ingresso ao noviciado: 02/02/1978 (Mosteiro S. Bernardo – São José do Rio Pardo/SP) Profissão temporária: 15/02/1979 (Mosteiro S. Bernardo – São José do Rio Pardo/SP) Profissão solene: 25/03/1982 (Mosteiro S. Bernardo – São José do Rio Pardo/SP) Ministérios de Leitor e Acólito: 15/08/1983 (idem)

Ordenação diaconal: 12/12/1984 (Paróquia N.Sra. das Graças, Vila Nova Cachoe- irinha, São Paulo/SP, bispo ordenante: D. Joel Ivo Catapan SVD, bispo auxiliar) Ordenação presbiteral: 07/12/1985 (Mosteiro São Bernardo – São José do Rio Pardo/SP, bispo ordenante: D. Tomás Vaquero-bispo diocesano de S. João da Boa Vista)

Eleição abacial: 19/03/1997 e Bênção abacial: 04/05/1997 Ordenação Episcopal: 28 de março de 2008

 

Estudos:

1979-1981: Curso de Filosofia: Instituto Superior de Filosofia do Mosteiro de São Bento (São Paulo/SP)
1982: 1o. Ano de Teologia – Instituto Teológico Pio XI (São Paulo/SP) 1983-1985: 2o – 4o. Anos de Teologia: Escola Teológica da Congregação Beneditina do Brasil – Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro 1987-1989: Biênio de Especialização em Teologia Monástica, no Pontifício Ateneu Santo Anselmo – Roma – Itália

 

Cargos no mosteiro, Congregação e vida monástica:

1989-1993: Mestre dos professos temporários 1990-1993; 1995-1996; 2001 : Mestre de noviços 1990-1993; dez/1996-março/1997: Prior do Mosteiro 1995-1996: diretor dos oblatos seculares

1997: Abade do mosteiro
1999-2006: Presidente da CIMBRA (Conferência de Intercâmbio Monástico do Brasil) 2005: Membro do Conselho do Abade Presidente da Congregação de São Bernardo da Itália, Ordem Cisterciense

 

Cargos nas Paróquias e Diocese de São João da Boa Vista:

1985-1987; 1989-1990; 1992-1997: Vigário Paroquial da Paróquia São Roque – São José do Rio Pardo/-SP
1990-1992: Pároco da Paróquia Cristo Redentor: São José do Rio Pardo/SP 1997-2001: Pároco da Paróquia São Roque – São José do Rio Pardo/SP 1991: Presbítero de equipes de Catequistas do Caminho Neocatecumenal na diocese de São João da Boa Vista

1986-1987; 1989-1993: Capelão do Hospital S. Vicente – S. J. Rio Pardo/SP 1995-2001; 2004-2007: Membro do Conselho de Presbíteros da diocese de S.J.Boa Vista
1999- Acompanhamento espiritual aos grupos de reflexão sobre a Econo- mia de Comunhão e Movimento Político pela Unidade, do Movimento dos Focolares, em são José do Rio Pardo

2001 – Acompanhamento espiritual das Comunidades da Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhor das Graças – Vila Nova Cachoeirnha – São Paulo/ SP (residência dependente do Mosteiro São Bernardo)
1998-2007: Membro do Colégio de Consultores da Diocese de São João da Boa Vista 1989: Professor de História da Filosofia Antiga e Medieval no Instituto de Filosofia “Imaculado Coração de Maria”, em São João da Boa Vista 1992-1998: Professor de Espiritualidade no Curso Propedêutico da diocese de São João da Boa Vista, em Caconde/SP

1992-2001: Professor de Patrologia no Instituto de Teologia “Imaculado Coração de Maria” em São João da Boa Vista
1995-1997: Diretor de Estudos filosóficos e teológicos do Seminário Maior Imaculado Coração de Maria, São João da Boa Vista

2004: Professor de Patrologia no Instituto Teológico Santa Clara de Assis, da comunidade Missionária Providência Santíssima, diocese de São João da Boa Vista, Mococa/SP.

Palavras de Dom Edmilson Amador Caetano

Em sua primeira mensagem ao ser nomeado escreveu ao povo:

“Com alegria, confiança e disponibilidade, acolho esta nova missão. O meu lema episcopal é “Deus providenciará”, inspirado na res- posta que Abraão dá a seu filho Isaac na subida do monte. Diante das minhas incapacidades, Deus me fará capaz. Diante dos meus temores e tremores, o Senhor me fortalecerá. Diante do incom- preensível humanamente, o Espírito me iluminará. Na indigência, o Senhor saciará de bens os famintos. Diante dos meus pecados e debilidades o Senhor me fará misericórdia. Diante dos soberbos, opressores e injustos, o Senhor derruba os poderosos e exalta os humildes. Espero que todos vocês assumam comigo este lema, para que possamos na fé, viver a obra da evangelização que o Senhor nos confia neste momento da história.”