O Brasão da Diocese

logo_Diocese_sem_sombra

O formato circular: lembra a idéia de Diocese formada por um só Município, ou seja, Guarulhos, que lhe empresta o nome. Formato próprio de circunscrição eclesiástica.

A cor vermelha: representa a operosidade dos habitantes da Diocese, em suas  preocupações materiais, pelo Bem Comum, Unidos e orientados pelas palavras do Bispo, que governa sua diocese, animado pelo Amor de Deus, o Verbo encarnado, personificado pelas palavras do Apóstolo São Paulo, expressas na Carta Paulina (I Cor. 1,9), em termos atuais; ainda motivação herádica da bandeira Paulista que tem vermelho em sua composição; e finalmente, a cor vermelha lembra que a Província Eclesiástica de São Paulo é presidida por um metropolita que é Cardeal.

A montagem dourada: os contornos dos limites naturais do município e a divisão entre a cidade e a zona não urbana simbolizando também os fundamentos históricos da busca do ouro pelas entradas e bandeiras na região, expandindo o território em todas as dimensões geográficas, através das caminhadas pelas matas e pelos meandros dos rios, com os habitantes da região, objetos da catequese dos primeiros tempos, há 400 anos, que ainda perdura, da civilização de quatro séculos e progresso constante, que são perenos.

A cor azul: representa a parte espiritual do homem e da mulher.

A Estrela: simboliza fusão das duas estrelas do Brasão de Armas Espiscopais de Dom João Bergese, 1º Bispo Diocesano; a união do ideal de evangelização do clero e do laicato, orientados por Cristo, (cruz), representado pelo Bispo que rege uma parte da Igreja de Deus, em território Paulista, no Brasil.

A meia-lua: tirada do Brasão de Armas Municipais e do brasão de Armas Episcopais de D. João Bergese, 1º Bispo Diocesano, representa Nossa Senhora, sob o título da Imaculada Conceição, que rege, guia e protege o Povo de Deus na sua caminhada para o programa Episcopal do Próprio Bispo; o chamamento para a Comum União (Comunhão) I Cor.1,9.

A composição do trabalho visou não somente a parte estética, mas também a harmonia das formas em conjunto com o simbolismo da heráldica pela configuração das cores, metais, traços e traçados. A própria forma do acabamento do selo Diocesano demonstra a preocupação geométrica de equilíbrio da Heráldica Eclesiástica, resultando um simbolismo privativo da Diocese de Guarulhos, não símbolo de seus titulares.