Trajetória do Pe. Giovanni na Paróquia Santa Cruz e Nª Sª do Carmo‏

0

SAUDAÇÕES DA ITALIA

1972442_699608466802428_2753223630307779057_nMe pediram de contar alguma coisa sobre os anos que passei ai com vocês na paróquia de Santa Cruz. O faço com prazer, pois, pra mim foi um tempo importante de minha vida e uma experiência maravilhosa.

Foram 11 anos ai na Praça 8 cada vez mais movimentada, barulhenta e incrível; foram 11 anos na região do Taboão que foi crescendo e também melhorando aos poucos. Guardo boas lembranças e alegres recordações deste tempo, das tantas pessoas que encontrei, dos muitos amigos que apareceram na minha vida, amigos cujo carinho trouxe comigo para Italia.

Cheguei em janeiro de 1999 para colaborar com o Pe. Marco. O ano seguinte ele foi transferido para a Paróquia de Santo Alberto e eu assumi como Pároco junto ao querido Pe. Toninho. Todo começo è sempre complicado, ainda mais para mim que vinha do exterior e mal sabia falar português (aliás aprendi a custa de vocês que tiveram muita paciência para aturar!!). Mas enquanto aprendia a falar aprendi mais ainda a conhecer vocês, seu jeito carinhoso e acolhedor; viramos família! No Taboão aprendi a amar o Brasil e a partilhar a vida, os métodos e caminhada da Igreja no Brasil. Aprendi muito e agradeço por tudo isso.

Na paróquia, junto de mim, se revezaram bastante padres e diáconos que vieram para somar e enriquecer o trabalho pastoral. A “nossa” paróquia de Santa Cruz teve, pois, desde sua criação a bênção da presença das Irmãs Carmelitas: sem a dedicação firme, o serviço incansável e a generosidade humilde e alegre de todas elas, posso dizer sem medo de errar, que a paróquia teria sido diferente e nao teria alcançado tudo o que se conseguiu fazer e realizar até hoje. Pouco depois de regressar à Italia tive a alegria de visitar em Roma a querida Irma Marina e com ela relembramos com saudades de tudo isso.

Um dos marcos de vossa paróquia è sem duvida o Centro Social. Nunca faltaram e acho que nao faltam até hoje as dificuldade para tocar pra frente os projetos e as atividades sociais: è o desafio que nos traz o compromisso com a caridade e a solidariedade para com os menos favorecidos. Mas também nunca faltou a alegria de saber que todo este esforço estava dando frutos de esperança e de vida mais digna para tantas pessoas. Quando se faz por amor sempre vale a pena.

De vez em quando me pego a relembrar com saudades da vida pastoral e social, intensa e pipocante, das comunidades da paróquia. Chegaram a ser quase 20, quando a Santa Cruz foi por um tempo a paróquia maior da diocese. Depois veio a criação da paróquia de Santa Luzia, mas a região nao parou de crescer. Quantos agentes de pastoral dedicados e generosos que faziam acontecer o Reino de Deus e o anúncio do Evangelho. Foi uma temporada verdadeiramente missionária.

Paro por aqui porque se continuar dá um livro!! Estarei unidos em oração com todos vocês, com o Pe. Welson e o Pe. Elisio nestes dias da festa da Santa Cruz pedindo a Deus que continue abençoando, me permitam dizer, a “nossa” paróquia.

Grande abraço
Pe. Giovanni Banchio

Compartilhe:
Facebook
TWITTER
YOUTUBE
Instagram

Leave A Reply