Semana Nacional da Família: A Família, como vai?

Entre os dias 11 e 17 de agosto a CNBB promove por meio da Pastoral Familiar a Semana Nacional da Família resgatando o tema da Cf 1994: “A família, como vai?”

Depois de vinte e cinco anos passados desde esta campanha, esta pergunta continua atualíssima, foram colhidos muitos frutos e atualmente temos uma pastoral familiar bem mais desenvolvida, abrangente e atuante nas dioceses e paróquias do Brasil inteiro. Porém, a família contemporânea sofre os sintomas da “cultura do provisório”, salta aos nossos olhos “a rapidez com que as pessoas passam de uma relação afetiva para outra. Creem que o amor como acontece nas redes sociais, possa ser conectado ou desconectado ao gosto do consumidor, e inclusive bloqueado rapidamente.”( AL 39)

Na era onde tudo muda rapidamente chega a ser difícil responder a esta pergunta: “A família, como vai? Mas podemos nos fazer presentes, porque “entre todas as realidades que compõem a comunidade de fé, a família demanda atenção renovada.” (DGAE 138) Precisamos continuar promovendo a vida e os valores da família não simplesmente na limitação de uma “denúncia retórica dos males atuais, como se isso pudesse mudar qualquer coisa.” (AL 35) Mas é preciso apresentar as razões e os motivos para se optar pelo matrimônio, pela família e pela vida como graça de Deus.

Como Igreja missionária precisamos ir ao encontro das famílias. As DGAE (2019-2023) nos apontam a família como sujeito fundamental da ação missionária da Igreja: “Ir ao encontro das famílias, em sua realidade concreta, com as luzes e sombras e com as contradições à condição humana e acolhê-las na comunidade eclesial há de ser a meta de toda comunidade.” (nº138)

Não podemos privar o mundo dos valores que podemos e devemos oferecer. Por isso, convido não somente a pastoral familiar, movimentos e serviços ligados a ela, mas a todos para uma missão evangelizadora de conjunto. Vamos fazer desta pergunta (a família, como vai?) um questionamento pessoal e comunitário, um ir ao encontro, de maneira que esta alteridade se desdobre na missão de fazer da família “casa do amor e da ternura, do diálogo e da fraternidade, da acolhida e da justiça, da partilha do pão para todos”(Oração da família)

Por último, convido a todos para participarem da programação da Semana Nacional da Família em sua paróquia e da missa de abertura diocesana que acontecerá no dia 10 de agosto às 17h na Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Vila Fátima). Vivamos a alegria do amor com as famílias e que também é júbilo da Igreja!

Pe. Carlos Vicente de Lima

Pastoral Familiar – Assessor Diocesano

Confira o recado do Pe. Carlos para a Semana da Família:

Confira os anúncios da Semana da Família: 

Compartilhe:
Facebook
TWITTER
YOUTUBE
Instagram

Comments are closed.