50 fatos históricos da Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Vila Fátima

0
A Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Vila Fátima celebrou 50 anos de criação. Por esse motivo, a Pastoral da Comunicação paroquial selecionou os 50 fatos históricos mais importantes que aconteceram durante esse tempo de caminhada:
A paróquia em maio de 1960.
A paróquia em maio de 1960.

1 – Uma família chegou aqui e instalou-se numa área para plantação de flores e deparou-se com a imagem de Nossa Senhora de Fátima.

2 – Iniciou-se o movimento para construção da capela, com o grande empenho e colaboração da Família Kida.
3 – Destacamos o trabalho e a dedicação dos padres Claretianos que eram responsáveis pela Paróquia Nossa Senhora da Conceição (futura Catedral), assim como as irmãs canadenses de Santa Joana D’arc;
4 – O bairro crescia e a população também, dai, a necessidade de um local maior para abrigar os fieis. Então, a família Moreno fez uma doação do terreno onde hoje é a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima;
5 – Com muito trabalho, quermesses, doações, e mutirões em prol da construção, a Igreja é enfim erguida;
6 – É criada a Diocese de Mogi das Cruzes, da qual Guarulhos passou a fazer parte;
7 – Chegaram os padres canadenses em nossa Diocese e para nossas comunidades realizando um grande impulso pastoral;
8 – Durante o Concilio Vaticano II, aos 15 de agosto de 1964, criou-se a Paróquia N. Senhora de Fátima, com a posse do 1º pároco: Pe Cosme Chenier;
9 – Com entusiasmo missionário, chegaram em nossa Paróquia as irmãs da Congregação da Caridade de Otawa;
10 – Criação da Pastoral do Dizimo e do Batismo;
11 – Estruturação da catequese e do serviço social assessorado pelas irmãs da Caridade de Otawa;
12 – É realizada a importante denuncia feita pelo saudoso Pe. Geraldo Mauzeroll a respeito do esquadrão da morte;
13 – É organizado as CEBs do grupo de base da nossa Paróquia, além da Pastoral Familiar e os Neuróticos Anônimos;
14 – Queda do Pe Geraldo da torre da Igreja;
15 – Criação do centro de defesa dos Direitos Humanos e da Pastoral da Criança;
16 – Criação das Pastorais: Liturgia, Juventude, Vocacional e Operaria;
A paróquia em 2006.
A paróquia em 2006.

17 – Criação da Pastoral da Saúde e Comitê Popular de Saúde e participação dos membros da comunidade nos movimentos sociais da cidade;

18 – Criação e organização do projeto das compras comunitárias e do Clube de Mães;
19 – Com donativos do exterior, houve a compra de 2 terrenos em bairros próximos;
20 – Vila Barros e Bela Vista se organizaram em festas e quermesses para a construção dos centros comunitários;
21 – Em 11 de fevereiro de 1981, foi criada a Diocese de Guarulhos pelo papa João Paulo II;
22 – A comunidade do Jardim São Francisco também adquire terreno e o seu Centro Comunitário;
23 – A comunidade do Alto do Bela Vista se organiza e consegue construir seus Centros Comunitário num terreno em comodato com a Prefeitura;
24 – Em 1984, a Comunidade São Roque, no Parque Cecap, é elevada à Paróquia;
25 – Estiveram a frente nesta Paróquia como párocos os padres Edmundo e Raimundo.
26 – Valorização dos Ministérios Leigos. Destacamos que a nossa Paróquia foi a primeira na Diocese a ter ministros e ministras extraordinários do batismo;
27 – Em 1988, a comunidade Santa Cruz – Taboão é elevada à Paróquia;
28 – Vigarios paroquiais que passaram pela nossa paróquia: Pe Jacques, Pe Geraldo, Pe Ivanil, Pe Gilvan, Pe Frizzo, Pe Toninho e João Roque;
29 – Com a ajuda das irmãs de Otawa construímos o Centro Comunitário Elizabeth Bruyere;
30 – Varias vocações sacerdotais e religiosas foram despertadas nesta Paróquia; Pe José Paulo, Wagner, Romualdo, Ivanil, Marcos Vinicius, Edson, irmã Ana, Leonor e Emanuela;
31 – Em 1989, houve a queda de um avião no Jardim Zimbardi, com grande mobilização das nossas comunidades para ajudar as famílias afetadas
32 – Em 1991, com muita persistência dos membros do Jardim Ipanema e Zimbardi, houve a compra do terreno para a construção do Centro Comunitário.
33 – Chega em nossa Paróquia como Pároco, o nosso querido Pe Tarcisio;
34 – Reorganização da equipe de finanças com uma nova proposta de distribuição dos recursos da Paróquia criando um caixa comum;
35 – Inicio de uma nova experiência de coordenadores e coordenadoras das comunidades;
36 – Unificação das comunidades Vila Barros I e Vila Barros II;
37 – Reforma da igreja Matriz e ampliação dos centros comunitários;
38 – Parceria com o serviço público no atendimento as famílias carentes; creches e projetos de inclusão social;
39 – Criação das equipes missionárias, Comipa, e da equipe de Fé e Cidadania;
40 – Criação do Boletim Informativo Paroquial;
41 – Criações da Comunidade Salva-vidas, Pastoral da Sobriedade e da Pascom – Pastoral da Comunicação;
42 – Aquisição de dois terrenos para a ampliação das comunidades; Nossa Senhora Aparecida e São Paulo Apostolo; e também da casa paroquial do Bela-Vista;
43 – Nova construção da Igreja Matriz Nossa Senhora de Fátima e da Igreja Nossa Senhora Aparecida;
44 – Divisões das comunidades por setores;
45 – Criação da Pastoral da Pessoa Idosa na Paróquia, pioneira na Diocese;
46 – Inicio do ECC – Encontro de Casais com Cristo na Paróquia;
A paróquia em 2014.
A paróquia em 2014.

47 – Irmãs da congregação da caridade de Otawa que deram sua contribuição na nossa Paróquia Aline, Margarida, Maria Auxiliadora, Madela, Monica, Jaqueline Pero, Jaqueline St Gean, Geni, Creusa, Glaucia, Kimiko, Ana, Marli, Socorro e Claricia;

48 – Quatro Jovens com vocações despertadas nas nossas comunidades: Alex, Bruno, Fernando e Guilherme;
49 – Criação do site da Paróquia;
50 – Louvando e glorificando a Deus pela caminhada destes 50 anos de evangelização, destacamos com alegria e gratidão os 21 anos de incansável dedicação e animação missionária do Pe. Tarcísio como Pároco.
Compartilhe:
Facebook
TWITTER
YOUTUBE
Instagram

Categories: Notícias,Paróquias

Leave A Reply